Eu quis te conhecer, 
mas tenho que aceitar
Caberá ao nosso amor o eterno 
ou o não dá
Pode ser cruel a eternidade
Eu ando em frente por sentir vontade.


Marcelo Camelo.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!