Eu quero a sina de um artista de cinema, eu quero a cena onde eu possa brilhar. 
Um brilho intenso, um desejo, eu quero um beijo. 
Um beijo imenso, onde eu possa me afogar.



Los Hermanos.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!