domingo, 24 de fevereiro de 2013


"É que eu gosto do riso de tudo. 
De flores. De gente. De bichos. 
Dos dias de céu azul lisinho. 
Das noites carregadas de cachos de estrelas. Da canção que as ondas cantam quando tocam a areia. 
Às vezes, eu vejo até o riso contido do que não tem coragem de rir." 


Ana Jácomo 
Postar um comentário

‘Cubra-nos com Teu Manto, oh Mãe’...

‘Cubra-nos com Teu Manto, oh Mãe’...  Quantas frases mal pronunciadas, sussurradas, cheias de uma pressa, de apelo e de fé elevei ...