quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013


E às vezes, o silêncio estremece
como se fosse a hora de passar alguém
que só hoje não vem.



Sophia de Mello Breyner Andrese
Postar um comentário

‘Cubra-nos com Teu Manto, oh Mãe’...

‘Cubra-nos com Teu Manto, oh Mãe’...  Quantas frases mal pronunciadas, sussurradas, cheias de uma pressa, de apelo e de fé elevei ...