até que um dia


Nasci para roer o silêncio
 - e vou roê-lo metodicamente
até que um dia se invertam os papéis
e seja o silêncio a roer-me a mim.


A.M. Pires Cabral
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!