Tu és aquilo que sei sobre a ternura. 
Tu és tudo aquilo que sei. 
Mesmo quando não estavas lá, mesmo quando eu não estava lá, aprendíamos o suficiente para o instante em que nos encontramos.



José Luís Peixoto 
1 comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!