Nossos medos...



Às vezes perguntamo-nos porque tardou tanto a felicidade a chegar, porque não veio mais cedo, mas se nos aparece de improviso (…), quando já não a esperávamos, então o mais provável é que não saibamos o que fazer, e não é tanto a questão de escolher entre o rir e o chorar, é a secreta angústia de pensar que talvez não consigamos estar à altura.


José Saramago 
1 comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!