Aquele que deseja continuamente “elevar-se” deve esperar um dia pela vertigem. 
O que é vertigem? O medo de cair? 
Mas por que sentimos vertigem num mirante cercado por uma balaustrada? 
A vertigem não é o medo de cair, é outra coisa. É a voz do vazio embaixo de nós, que nos atrai e nos envolve, é o desejo da queda do qual logo nos defendemos aterrorizados.



Milan Kundera
2 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!