domingo, 13 de janeiro de 2013



Aquele que deseja continuamente “elevar-se” deve esperar um dia pela vertigem. 
O que é vertigem? O medo de cair? 
Mas por que sentimos vertigem num mirante cercado por uma balaustrada? 
A vertigem não é o medo de cair, é outra coisa. É a voz do vazio embaixo de nós, que nos atrai e nos envolve, é o desejo da queda do qual logo nos defendemos aterrorizados.



Milan Kundera
Postar um comentário

‘Cubra-nos com Teu Manto, oh Mãe’...

‘Cubra-nos com Teu Manto, oh Mãe’...  Quantas frases mal pronunciadas, sussurradas, cheias de uma pressa, de apelo e de fé elevei ...