talvez o céu seja um mar grande de água doce e
talvez a gente não ande debaixo do céu mas em cima dele;talvez a gente veja as coisas ao contrário e a terra seja como um céu e quando a gente morre, quando a gente morre, talvez a gente caia e se afunde no céu...


José Luís Peixoto
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!