Puro, insano, vago, inconsciente, 
proveniente da dor, um calvário, 
um instinto de caos em demasia
sobre a pele árdua e macia.
-

Thomas Nunes    
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!