Meu albergue é o coração de onde saem meus versos.
Eu me acolho.




 Martha Medeiros
2 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!