domingo, 9 de dezembro de 2012



Ela não fazia cerimonia no viver. O sempre lhe era pouco e tudo insuficiente. (...) O pouco se fazia tudo e o instante transbordava eternidades.

Mia Couto
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...