terça-feira, 11 de dezembro de 2012

E cúmplice...

Amor tem que ser…
infinito como as estrelas…
quente como o fogo…
inocente como uma criança…
bonito como uma flor…
gostoso como chocolate…
sólido como uma rocha…
livre como um pássaro…
misterioso como a natureza…
indispensável como a água…
sincero sempre.




Joana Lucas

Postar um comentário

‘Cubra-nos com Teu Manto, oh Mãe’...

‘Cubra-nos com Teu Manto, oh Mãe’...  Quantas frases mal pronunciadas, sussurradas, cheias de uma pressa, de apelo e de fé elevei ...