Dos olhares mais doces, piedosos e sinceros



uns olhos que
rompem o tempo, e me fixam com
a sua exactidão de nuvem. 
As palavras
despem-na de adjectivos, restituindo-a
a uma pura essência de beleza.



Nuno Júdice
3 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!