Dormir, sim, quando o silêncio dói.
Mas nunca se dorme quando o amor é uma insônia.
Ninguém ama de olhos fechados.


Albano Martins
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!