terça-feira, 20 de novembro de 2012


escrevia silêncios, noites, anotava o inexprimível, fixava vertigens.

criei todas as festas, todos os triunfos, todos os dramas.

tentei inventar novas flores, novos astros, novas carnes, novos idiomas.



Arthur Rimbaud

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...