A força dos meus sonhos é tão forte,
Que de tudo renasce a exaltação.
E nunca as minhas mãos ficam vazias.


Sophia de Mello Breyner Andresen
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!