domingo, 14 de outubro de 2012

tua mão!


(...)
Nunca senti bater o meu coração
Como senti ao sentir a tua mão
(...)


Ana Moura
Postar um comentário

‘Cubra-nos com Teu Manto, oh Mãe’...

‘Cubra-nos com Teu Manto, oh Mãe’...  Quantas frases mal pronunciadas, sussurradas, cheias de uma pressa, de apelo e de fé elevei ...