De uma leveza! Carregadinho de fé...



ceifaram-me as asas
antes de as sentir

como
abri-las
senão imaginando?


Casimiro de Brito 
9 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!