segunda-feira, 15 de outubro de 2012


(...)

bem gostaria de me dar ao luxo

de ter o tempo todo que quisesse

para fazer só coisas esquisitas,

coisas desnecessárias, prescindíveis

e, sobretudo, inúteis e patetas.

por exemplo, amar-te com loucura.






Amalia Bautista
Postar um comentário

‘Cubra-nos com Teu Manto, oh Mãe’...

‘Cubra-nos com Teu Manto, oh Mãe’...  Quantas frases mal pronunciadas, sussurradas, cheias de uma pressa, de apelo e de fé elevei ...