Só quando te beijo sinto o nome do teu corpo.

Um dia parto sem ti e morrerei.




António Gancho,
6 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!