Oh! Metade arrancada de mim...!


...tu, 
aquele que mora na noite do meu pensamento destroçado




Inês Pedrosa
6 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!