"Não me abandone, pediu para dentro, para o fundo, para longe, para cima, para fora, para todas as direções. 
E curvou a cabeça como quem reza."



Caio Fernando Abreu
4 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!