sábado, 1 de setembro de 2012


É nos teus olhos que o mundo inteiro cabe,

mesmo quando as suas voltas me levam para longe de ti;

e se outras voltas me fazem ver nos teus

os meus olhos, não é porque o mundo parou, mas 

porque esse breve olhar nos fez imaginar que

só nós é que o fazemos andar.




Nuno Júdice
Postar um comentário

‘Cubra-nos com Teu Manto, oh Mãe’...

‘Cubra-nos com Teu Manto, oh Mãe’...  Quantas frases mal pronunciadas, sussurradas, cheias de uma pressa, de apelo e de fé elevei ...