desenha-me!


espalha lume na ponta dos dedos e toca 
de leve aquilo que deve ser preservado 



Al Berto
3 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!