circunda-me (...) de seda
circunda-me e repousa
meu amor
o silêncio da noite que te ofereço é nupcial
um redondo lilás com travo
a uvas de seda



Kha Tembe
3 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!