domingo, 9 de setembro de 2012

Carente!!!


Tu, Senhor, que repartes os destinos:
Por que me deste o árido quinhão
De sonho, de tristeza e solidão? 




Helena Kolody
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

— e tremíamos.