O QUE AMEIEU AMEI SÓ.



Edgar Allan Poe,
6 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!