eu aprendi com a chuva a ressuscitar o que estava oco.
mau-humor, dor de dentro e desânimo, eu resolvo com abraços


Marla Queiroz
4 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!