ao te adorar
não sei mais se tens
corpo ou altar...


Carlos Seabra
7 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!