teus lábios labirintos, mordem meu sossego (...)


no teu rosto
competem mil madrugadas

nos teus lábios
a raiz do sangue
...procura suas pétalas

a tua beleza
é essa luta de sombras
é o sobressalto da luz
num tremor de água
é a boca da paixão
mordendo o meu sossego



Mia Couto
5 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!