"No ardor de tantos abraços, caíram palácios, ruiu um império, os nossos olhos vidrados de mistério..."



Chico Buarque
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!