quarta-feira, 25 de julho de 2012



Murmuro o teu nome ao rés da relva


Murmuro-o
Em diagonal da terra ao céu azul
Radiante


Felicíssimo
Não entendo nada.



Alberto de Lacerda 
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...