Dor bonita (e abençoada) essa,


"[...]
porque nascer é uma alegria que dói."



Eduardo Galeano
12 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!