Amor, até amanhã....


não disse nada amor,
disse apenas até amanhã!
digo-te até amanhã,
porque à noite todas as promessas são trémulas
mas ainda assim o coração sossega,

ele sossega não sei porquê, mas à noite não procuro razões.

não disse nada amor
espero apenas pela manhã,
e estou cansada porque de noite os caminhos não têm fim
e eu nunca chego onde devo, nunca chego a ti, nunca chego onde preciso,

não disse nada amor,
disse apenas até amanhã!
digo-te até amanhã.



Antonio  Lobo Antunes
3 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!