leva-me!


na outra margem da noite
o amor é possível

leva-me!

leva-me entre as doces substâncias
que morrem cada dia na tua memória


Alejandra Pizarnik
12 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!