sábado, 5 de maio de 2012

Sou de uma raça indomável

Não digo que eu sou mau, mas digo que tome cuidado. Sou de uma raça indomável, que se movimenta rápido, o tipo de criatura que deixa um rastro de ânsia quando passa. Já não digo mais mentiras porque perdi a imaginação mas não há nada que seja confiável nas minhas verdades.



Efraim Medina Reyes
Postar um comentário

‘Cubra-nos com Teu Manto, oh Mãe’...

‘Cubra-nos com Teu Manto, oh Mãe’...  Quantas frases mal pronunciadas, sussurradas, cheias de uma pressa, de apelo e de fé elevei ...