quinta-feira, 17 de maio de 2012

Sobre o teu corpo:

sobre o teu corpo caio
daquele modo que o verão tem de espalhar os cabelos
na água esparsa dos dias
e faz das peônias uma chuva de oiro
ou a mais incestuosa das carícias.




Eugênio de Andrade
Postar um comentário

‘Cubra-nos com Teu Manto, oh Mãe’...

‘Cubra-nos com Teu Manto, oh Mãe’...  Quantas frases mal pronunciadas, sussurradas, cheias de uma pressa, de apelo e de fé elevei ...