Mas é doce morrer nesse mar de lembrar

E nunca esquecer
Se eu tivesse mais alma pra dar
Eu daria, isso pra mim é viver




Djavan 
16 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!