Também não! Também não!



Só não desejo cair em sensatez. 


Manoel de Barros
15 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!