Que tenha música, sempre!


Onde: música não pode haver maldade


Miguel de Cervantes

19 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!