quarta-feira, 18 de abril de 2012



O vinho possui a cor das rosas.
O vinho não é, talvez, o sangue da vinha,
mas, sim, o das rosas.
Esta taça não é, talvez, de cristal,
mas de azul do céu coagulado.
A noite não é, talvez, senão a pálpebra do dia.





Omar Khayyam
Postar um comentário

‘Cubra-nos com Teu Manto, oh Mãe’...

‘Cubra-nos com Teu Manto, oh Mãe’...  Quantas frases mal pronunciadas, sussurradas, cheias de uma pressa, de apelo e de fé elevei ...