segunda-feira, 2 de abril de 2012


E tudo o que esteve grávido de futuro ficou, de repente, envenenado de passado



Luís Sepúlveda
Postar um comentário

‘Cubra-nos com Teu Manto, oh Mãe’...

‘Cubra-nos com Teu Manto, oh Mãe’...  Quantas frases mal pronunciadas, sussurradas, cheias de uma pressa, de apelo e de fé elevei ...