quarta-feira, 18 de abril de 2012



Como quem não quer a coisa. Nenhuma coisa.


Boca cosida. Pálpebras cosidas.
Esqueci-me. Dentro o vento.


Tudo fechado e o vento dentro.




Alejandra Pizarnik
Postar um comentário

‘Cubra-nos com Teu Manto, oh Mãe’...

‘Cubra-nos com Teu Manto, oh Mãe’...  Quantas frases mal pronunciadas, sussurradas, cheias de uma pressa, de apelo e de fé elevei ...