terça-feira, 6 de março de 2012

'Muitas vezes o beijo que não demos é o mais marcante das nossas vidas'


...Muitas vezes o beijo que não demos é o mais marcante das nossas vidas. A gente não se atirou nos braços da outra pessoa, não teve a coragem, mas como desejou! O beijo que não demos com os lábios, mas que acolhemos com os olhos, nos sonhos e na imaginação. O beijo que não roubamos do outro, mas que tristemente furtamos de nós mesmos. Ele poderia ter mudado tudo... O destino, as escolhas, o momento, selado o amor. O beijo, essa porta da alma que nos convida a mergulhar no universo do outro... A dançar sem sair do lugar... Esse elo sagrado que jamais deveríamos renegar...






Lígia Guerra 
Postar um comentário

‘Cubra-nos com Teu Manto, oh Mãe’...

‘Cubra-nos com Teu Manto, oh Mãe’...  Quantas frases mal pronunciadas, sussurradas, cheias de uma pressa, de apelo e de fé elevei ...