Solidão, foge que eu te encontro
Que eu já tenho asa
Isso lá é bom, doce solidão?



Marcelo Camelo
2 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!