segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Primeiro, precisei ficar em mil pedaços... Depois:


ultrapassei os impossíveis e fiz dos abismos o meu sopro



Kasimir Malevitch
Postar um comentário

‘Cubra-nos com Teu Manto, oh Mãe’...

‘Cubra-nos com Teu Manto, oh Mãe’...  Quantas frases mal pronunciadas, sussurradas, cheias de uma pressa, de apelo e de fé elevei ...