Eu não preciso me entender.
Que vagamente eu me sinta, já me basta.




Clarice Lispector
14 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!