Vida! 

Quero viver todas as tuas horas,

As que prendi na mão e as que nunca alcancei.

Ser um pouco de ti no espelho das paisagens 

Para, quando morrer, levar dentro dos olhos

A beleza imortal de tudo quanto amei.





Olegário Mariano
4 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!