Sou eu, sou eu que não durmo, contigo nos sentidos...




Eugênio de Andrade
12 comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos!